quarta-feira, 24 de agosto de 2011

FILACAP

domingo, 21 de agosto de 2011

Nova cédula de 100 reais é a mais falsificada no Brasil

Lançadas no fim do ano passado, as novas cédulas de 100 reais foram cuidadosamente desenvolvidas por anos pelo Banco Central e pela Casa da Moeda com um único objetivo: atrapalhar a ação de falsificadores. Mas, ao contrário dos planos das autoridades, as novas cédulas são proporcionalmente mais falsificadas do que as antigas, que estão nas carteiras dos brasileiros desde 1994.Leia o texto completo em  Economia - Notícia - VEJA.com

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

1° de Agosto é o Dia do Selo Postal Brasileiro

Seguindo o exemplo da Inglaterra, que fez uma ampla reforma postal no ano de 1840, D. Pedro II também adotou medidas para modernizar os correios do império. Assim, em 1º de agosto de 1843, o Brasil emite o segundo selo do mundo, o “Olho-de-Boi”, que é hoje uma raridade e pode valer até 660 mil dólares, dependendo da peça. Pela importância do acontecimento, nesta data é comemorado o Dia do Selo Postal Brasileiro.

A Filatelia no País prosseguiu com a criação dos selos “Inclinados”, em 1844, “Olhos-de-Cabra”, em 1850 e “Olhos-de-Gato”, em 1854. Os primeiros selos comemorativos, celebrando o 4.º Centenário do Descobrimento do Brasil, foram emitidos em 1900; os selos alusivos ao 3.º Congresso Panamericano/RJ, em 1906, vieram em seguida.

Sucederam muitas mudanças no sistema postal brasileiro. Os selos contribuíram para registrar estes acontecimentos, como foi o caso da criação do serviço postal aéreo, em 1920, com selos exclusivos no período de 1927 a 1934.

Desde o século XIX, a Filatelia tornou-se uma atividade cultural. Os selos comemorativos, por exemplo, registram os aspectos socioculturais das nações, tornando-se fontes inesgotáveis de pesquisa, entretenimento e investimento.

Sempre procurando inovar, o Brasil foi o primeiro país do mundo a lançar um selo com legenda em braile, emitido em 1974, e o segundo do mundo a lançar um selo tridimensional (holograma), em 1989. O pioneirismo brasileiro revelou-se mais uma vez, quando foi lançado, em 1999, o primeiro selo do mundo com odor. Em 2010, os Correios do Brasil foi o primeiro do continente americano a lançar um selo em tecido (Centenário do Sport Club Corinthians Paulista).

Durante pouco mais de um século e meio de existência, o selo tornou-se conhecido no mundo como um objeto de dupla finalidade: um meio de cobrar os serviços de postagem e uma peça de coleção. Para compreender a existência do selo como peça de coleção, pode-se tomar como ponto de partida a antiga expressão latina "ars una, species mille" — “a arte é uma, mas tem mil faces”. Ela reflete muito bem o espírito da Filatelia, que abrange os mais variados tipos de coleção. A escolha dependerá exclusivamente da vontade livre do colecionador.

Em 2013 serão comemorados os 170 anos do lançamento do primeiro selo “Olho-de-Boi” e os 350 anos de implantação do serviço de correios no Brasil. Para homenagear essas datas, os Correios do Brasil realizarão a Exposição Mundial Brasiliana 2013, com apoio da Federação Internacional de Filatelia (FIP). O evento acontecerá no Rio de Janeiro e contará com a participação de filatelistas e expositores de todo o mundo.